Sustentabilidade Hospitalar: hospital sem papel e outras tendências

PAPERLESS HOSPITAL AND OTHER TRENDS

  • Adriano Camargo de Oliveira Faculdade Unyleya
  • Mirna Miguel Passos Faculdade Unyleya
Palavras-chave: Sustentabilidade hospitalar, Gestão hospitalar sustentável, Hospitais sustentáveis, Sustentabilidade na gestão em saúde, Hospital sem papel

Resumo

O objetivo desta pesquisa consiste em identificar e analisar a aplicação de políticas sustentáveis em instituições de saúde. Realizou-se uma pesquisa exploratória, na qual foram identificadas instituições de saúde que possuíam práticas voltadas para os objetivos da agenda 2030. A análise do material levantado demonstrou a emergência do fomento às pesquisas na área da sustentabilidade hospitalar, principalmente que possam nortear os gestores à adoção de medidas sustentáveis como forma de redução dos custos hospitalares. Além disso, pode-se identificar as diversas vertentes da sustentabilidade em instituições hospitalares que vão desde uma gestão eficiente de resíduos e geração renovável de energia, até mesmo em projetos de atenção básica continuada que visem reduzir o desenvolvimento de doenças a longo prazo. A discussão dos resultados indicou que a área da gestão em saúde tem caminhado a passos curtos no que tange o desenvolvimento sustentável, visto a baixa quantidade de instituições que adotam tais práticas no país. Por outro lado, apresenta resultados positivos nas instituições que adotaram medidas que buscam diminuir a degradação ambiental.

Referências

ALMEIDA, Fernando. O Bom Negócio da Sustentabilidade. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira. 2002.

Balanço Energético Nacional 2020: Ano base 2019. Empresa de Pesquisa Energética. – Rio de Janeiro : EPE, 2020.

BROWNE, S et. al. Mobile Health Apps in Pediatric Obesity Treatment: Process Outcomes From a Feasibility Study of a Multicomponent Intervention. JMIR Mhealth Uhealth 2020;8(7):e16925

CAFURE, Vera Araujo; PATRIARCHA-GRACIOLLI, Suelen Regina. Residues of health services and their environmental impacts: a bibliographical revision. Interações (Campo Grande), Campo Grande , v. 16, n. 2, p. 301-314, dez. 2015 .

COELHO, Lilian. HURIII economiza mais de R$ 6mi com operação totalmente digital. Portal Nacional de Seguros. 23 de fevereiro de 2017. Disponível em: https://www.unimedrecife.com.br/clipping.php?cod=VG1wTlBRPT0. Acesso em 30/10/2020.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO. Nosso Futuro Comum. 2 ed. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1991.

LINARES GARCÍA, J. & VÁSQUEZ SANTOS, K. (2018). Ciudades inteligentes: ¿materialización de la sostenibilidad o estrategia económica del modelo neoliberal?. El Ágora USB, 18(2). 479-495. DOI: http://dx.doi. org/10.21500/16578031.3134

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, em Jundiaí, ganha usina solar do programa CPFL nos Hospitais. Jundiaí, São Paulo. Disponível em: https://www.cpfl.com.br/releases/Paginas/hospital-de-caridade-sao-vicente-de-paulo-em-jundiai-ganha-usina-solar-do-programa-cpfl-nos-hospitais.aspx Acesso em: 30/10/2020

HURIII Economiza Mais de R$6 Mi com Operação Totalmente Digital. Recife, Pernambuco. Disponível em: https://www.unimedrecife.com.br/clipping.php?cod=VG1wTlBRPT0 Acesso em: 30/11/2020

MARTINS C; LIMA SM. Vantagens e desvantagens do prontuário eletrônico para instituição de saúde. RAS 2014; 16 (63): 61-66.

SARTORI, Simone; LATRONICO, Fernanda; CAMPOS, Lucila M.S.. Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável: uma taxonomia no campo da literatura. Ambient. soc., São Paulo , v. 17, n. 1, p. 01-22, Mar. 2014.

Safe management of wastes from health-care activities. Edited by Y. Chartier et al. – 2nd ed. WHO Library, 2014.

SILVA, E.N.C. Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde: adaptação transcultural e validação do instrumento. 278 f. Tese (Doutorado) – Escola Nacional de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 2011.

SVALDI, Jacqueline Sallete Dei; SIQUEIRA, Hedi Crecencia Heckler de. Ambiente hospitalar saudável e sustentável na perspectiva ecossistêmica: contribuições da enfermagem. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro , v. 14, n. 3, p. 599-604, Sept. 2010

TANIGUCHI, Leandro Utino et al . Disponibilidade de recursos para tratamento da sepse no Brasil: uma amostra aleatória de instituições brasileiras. Rev. bras. ter. intensiva, São Paulo , v. 31, n. 2, p. 193-201, June 2019 .

UNION + WEBSTER. In Good Company: The Value of Conscious Consumers. A Union+Webster research report, commissioned by Zendesk. Jan, 2017.
VENTURA, Deisy de Freitas Lima et al . Desafios da pandemia de COVID-19: por uma agenda brasileira de pesquisa em saúde global e sustentabilidade. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro , v. 36, n. 4, e00040620, 2020 .

VILAÇA, WPT & OLIVEIRA, MM. Sustentabilidade e comunicação no contexto hospitalar: estabelecendo a necessária conscientização. In: Anais do 9o Congreso Latinoamericano de Investigadores de la Comunicación; 2008 out 9-11; Cidade do México (MEX): ALAIC; 2008.
Publicado
22-12-2020
Como Citar
Camargo de Oliveira, A., & Miguel Passos, M. (2020). Sustentabilidade Hospitalar: hospital sem papel e outras tendências. Educação Sem Distância - Revista Eletrônica Da Faculdade Unyleya, 1(2). Recuperado de https://educacaosemdistancia.unyleya.edu.br/esd/article/view/55
Seção
Artigos de Iniciação Científica e Extensão