REVELAÇÕES DO COTIDIANO ESCOLAR: Os Retratos de África Precedidos pelo Retrato do Professor

  • Ursula Pinto Lopes de Farias Faculdade Unyleya
Palavras-chave: História da África. Colonialidade. Formação de Professores. Interculturalidade.

Resumo

Reflito neste trabalho como docentes da Educação Básica, em redes públicas de ensino, abordam a História da África e dos africanos em contexto diaspórico a partir da visão que têm construída a respeito do continente e dos afrodescendentes. Neste sentido analiso as posturas docentes, com formações diversas, reveladas nas dissertações de mestrado de Silva (2010), Conceição (2010), Fernandes (2014) e Farias (2015), que pesquisaram a implementação da Lei n.º10.639/2003 em municípios da Baixada Fluminense, na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro. Faço isto a partir dos pressupostos dos autores que discutem a Modernidade e a Colonialidade e a Interculturalidade crítica. Percebe-se que há interpretações variadas acerca do continente Africano, incorreções históricas e geográficas, e uma visão estereotipada da África, dos africanos e de seus descendentes, por vezes preconceituosas. Nota-se a necessidade de maior investimento em formação continuada de professores em uma perspectiva da Interculturalidade Crítica.

Referências

CANDAU, V. M., Educação Intercultural e Cotidiano Escolar (Org). Rio de Janeiro: 7 Letras, 2006

CONCEIÇÃO, D. G. Formação docente para a e educação antirracista no município de Duque de Caxias (Dissertação de Mestrado), UFF, 2010

DUSSEL, Enrique. Europa, modernidade e eurocentrismo. In: LANDER, E. (Org). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: Clacso, 2005, p. 55-70

FARIAS, Ú.P.L. de. Para além do “bê-a-ba”, “B” de Brasil, “A” de África: relações étnico-raciais nos anos iniciais do ensino fundamental. 2015. 109 p. Dissertação (Mestrado em Educação) PPGEduc, UFRRJ, 2015.


FERNANDES, A.P. C. Relatos docentes sobre estratégias pedagógicas de promoção da Igualdade Racial: permanências, desafios e conquistas no “chão” de escolas iguaçuanas. (Dissertação de Mestrado), UFRRJ 2014

MALDONADO-TORRES, N. Sobre la colonialidad del ser: contribuciones al desarrollo de un concepto. In: CASTRO-GÓMEZ, S.; GROSFOGUEL, R. (Orgs.) El giro decolonial. Reflexiones para uma diversidad epistêmica más Allá del capitalismo global. Bogotá: Universidade Javeriana – Instituto Pensar/Universidad Central – IESCO/Siglo del Hombre Editores, 2007, p.127-167

MARTIUS, K.F. von. Como se deve escrever a História do Brasil, in: SALGADO, Manoel. Livro de Fontes de Historiografia Brasileira, Rio de Janeiro: Ed UERJ, 2010

MEMMI, A. Retrato do colonizado precedido pelo retrato do colonizador. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977

MIGNOLO, W. Os esplendores e as misérias das ciências: colonialidade, geopolítica do conhecimento e pluri-versidade epistêmica. In: SANTOS, Boaventura de Sousa. (Org.). Conhecimento prudente para uma vida decente: um discurso sobre as ciências. Porto: Afrontamento, 2003, p. 667-709

QUIJANO, A. Colonialidade do poder e classificação social. In: SANTOS, B. de S. e MENEZES, M. P. (Orgs.). Epistemologias do Sul. Coimbra: Edições Almedina, 2009, p.73- 117

SILVA, K. V. A Implementação da Lei 10.639/2003 no município de São João de Meriti: Limites e possibilidades. (Dissertação de Mestrado), UNIRIO, 2010

WALSH, C. Interculturalidade Crítica/pedagogia Decolonial. In: Anais do Seminário Internacional Diversidad, Interculturalidad y Construcción de Ciudad. Bogotá: Universidad Pedagógica Nacional, 2007 WALSH, C. Interculturalidad crítica y educación intercultural. In: VIANA, TAPIA e WALSH, Construyendo Interculturalidad Crítica. La Paz, Convenio Andrés Bello e Instituto Internacional de Integración, 2010
Publicado
07-12-2021
Como Citar
Pinto Lopes de Farias, U. (2021). REVELAÇÕES DO COTIDIANO ESCOLAR: Os Retratos de África Precedidos pelo Retrato do Professor. Educação Sem Distância - Revista Eletrônica Da Faculdade Unyleya, 1(4). Recuperado de https://educacaosemdistancia.unyleya.edu.br/esd/article/view/117
Seção
Artigos de pesquisa